Advocacia 4.0, blockchain, legal analytics. Com quantos desses termos você está familiarizado? Todos estão relacionados à tecnologia jurídica e são parte das tendências tecnológicas do meio jurídico.

Claro que essas tendências não são as únicas que existem. Portanto, também não são as únicas mudanças observadas na área jurídica desde a inserção da tecnologia no Direito.

Assim como a introdução do computador e o uso da internet na advocacia, que revolucionaram a prática do Direito, a tecnologia jurídica deve promover uma nova disrupção. Ao ponto de não ser mais preciso se preocupar com atividades repetitivas e ter como única preocupação o intelecto e a cognição necessários à resolução de litígios, por exemplo.

De que forma a tecnologia jurídica evoluirá para esse momento é o que todos querem saber. Observar as tendências é a melhor maneira de se obter uma resposta.

Tecnologia jurídica para análise de dados

Uma tecnologia jurídica que demonstrou ser tendência e agora está em crescente uso é a de análise de dados. Atualmente, existem diversas soluções disponíveis no mercado. Elas são usadas por escritórios de advocacia e departamentos jurídicos estrategicamente para tomada de decisões com base em dados.

O escritório de advocacia Chalfin, Goldberg, Vainboim & Fichtner Advogados Associados, por exemplo, utiliza essa inteligência de dados para acompanhar os resultados de performance e os riscos.

A solução escolhida pelo Chlafin, o Convex Legal Analytics, é uma das mais completas, entre as disponíveis no mercado. Apenas por suas funcionalidades, que geram maior receita para o escritório, entre outros benefícios, o Convex já se destaca como uma tendência concreta. Ele permite empregar os dados para definir o futuro de um caso.

Em função dessa possibilidade, profissionais de advocacia que usam a solução de legal analytics elevam seu desempenho. Isso já não acontece com aqueles que não dispões desse ou de outro recurso semelhante. A própria gestora jurídica do Chalfin, Cristina Tsiftzoglou, comprova isso no eBook sobre Como tornar o escritório de advocacia um centro de resultados.

Com exemplos assim, a tendência é a de que um número gradativamente maior de profissionais de advocacia também usem soluções como o Convex para a gestão da cultura data driven.

Assim, deduz-se que uma tendência da tecnologia jurídica é a adoção exponencial de soluções capazes de otimizar recursos e auxiliar na entrega de resultados de performance mais que esperados.

Legal analytics está no DNA da tecnologia no Direito

A a análise de dados está inserida na realidade de diversas áreas do mercado. Tanto que é difícil encontrar um segmento no qual os dados não estão inseridos no dia a dia. Essa nova cultura está contribuindo para o planejamento estratégico, alcance do menor Retorno sobre os Investimentos (ROI), insights, maior margem de ganho e assim por diante.

Além disso, algumas soluções de legal analytics (a exemplo do Convex) disponibilizam extensões para que profissionais de advocacia possam acessar outras ferramentas para ter um conhecimento mais amplo do cenário processual brasileiro. Progressivamente, o legal analytics estará em maior evidência, contribuindo para a eficiência na resolução de litígios.

Atualmente, o que o legal analytics faz melhor é estruturar os dados para a formulação de planos de ação. Dessa maneira, profissionais de advocacia podem gerar novas ideias em menor tempo e, com isso, aumentar a eficácia e o valor do escritório ou departamento jurídico para o cliente ou a empresa.

Por exemplo, supondo que o departamento jurídico queira identificar, entre os processos, aqueles que detêm maior chance de acordo, menor e maior possibilidade de perda. A partir dos dados estruturados compilados do histórico de processos da empresa, o legal analytics consolida as informações e gera um panorama sobre cada possibilidade em relação a um processo.

Muitos outros exemplos poderiam ser descritos a respeito de como o legal analytics é uma tecnologia jurídica que colabora para que profissionais de advocacia sejam mais produtivos e estratégicos, com resultados mais eficientes. Mas, para poder conhecer todo o poder do legal analytics, o ideal é aderir a ele. Ao falar com um especialista, é possível conhecer todas as possibilidades do Convex Legal Analytics.

Usos da tecnologia jurídica na rotina de trabalho

Muitos avanços tecnológicas já colaboraram para tornar a rotina de trabalho mais fácil. Contudo, como esses avanços não param de evoluir, eles se disseminam por outras áreas. Então, não havia como o Direito não estar inserido nesse contexto. Em um momento ou outro, a tecnologia jurídica se tornaria realidade.

É só porque ela existe que profissionais de advocacia conseguem acessar as informações que necessitam no smartphone, computador próprio ou de um cliente, ou qualquer outro dispositivo, do lugar que for.

Sem a tecnologia jurídica, profissionais de advocacia teriam de continuar a praticar a advocacia como era muito antes de surgirem todas as inovações. Assim, teria de permanecer no escritório ou na empresa para atender às pessoas, sem poder fazer isso em trânsito. As ligações só poderiam ser feitas de telefones fixos, portanto, enquanto estivesse esperando um evento começar, não teria como saber o status de um processo.

A tecnologia jurídica eliminou todas essas barreiras. E vem eliminando outras, como a ideia de que dados não são para o Direito. Tanto são que há uma material exclusivo somente para tratar sobre Novas plataformas para advogados e departamentos jurídicos.